"O mais corajoso dos atos ainda é pensar com a própria cabeça"

30/05/2017

Conhecer me certamente está a ser ponto louco nas minhas descobertas, a cada dia que passa torna-se mais confuso, ora estou bem, ora não estou mais, é uma constante luta com o meu interior.
Quem diria que eu fosse chegar aos meus vinte e três anos de uma forma destroçada, ansiando por ser "ser alguém". 

17/05/2017

Resultado de imagem para Betty feia



Bons dias!
Ontem de manhã estava toda entusiasmada porque ia por aparelho nos dentes. Já hoje se o arrependimento mata-se, nossa senhora.
O ser que inventou isto certamente tinha algum pacto com o diabinho, isto é pura tortura.
Já estou a contar os anos para tirar isto dá boca.
E para não falar do quanto me sinto a Betty feia, a minha sorte nunca foi muita e por acaso uso óculos e agora para completar veio a armadura para a boca, eu estou linda linda, ai meu Deus. 

13/05/2017

"Coração vazio é bem melhor que coração partido."
— Taylor Momsen.

02/05/2017

Não consigo dormir, esta mistura de sentimentos é uma tortura.
Demorei muito tempo para assumir o que sentia, ou o que já não sentia por ele e agora as consequências estão acontecer tão rápido, estou sem folgo, estou confusa.
Já fui magoada, já vi pessoas a serem magoadas por outras pessoas, mas desta vez? Desta vez, sou eu a má da fita, sou eu quem magoei, magoei por não conseguir aguentar mais esta mentira. Como lidar com este sentimento de culpa? Saber que alguém chora por mim, saber que alguém está perdido porque eu não quis caminhar mais consigo...
Eu sou a  culpada do seu sofrimento e isto está a matar me...
Está a doer tanto quanto doeu estes últimos meses, onde fingia ser a namorada feliz, sem ama-lo, está a doer tanto quanto me apercebi que estava a ser fiel a ele e não a mim, não ao meus precipícios.
Terminei com ele, terminei com o meu sofrimento, e comecei o dele...foi egoísmo?

Todo mundo sente pena dele, eu sei o que é ter pena dele, foi por esse mesmo motivo que mantive esta relação durante estes últimos meses, por pena, por medo de magoa-lo, era mais fácil fingir, e magoar me a mim, ninguém tinha que saber, só tinha que me aguentar, beija-lo, vê-lo a sorrir, fazer lhe feliz mesmo sabendo que aquilo estava a matar me por dentro, sentia nojo de mim por fazer aquilo, mas ele estava feliz, e eu tinha pena, tinha pena de destruir isso.
 Mas tive que o fazer...