"O mais corajoso dos atos ainda é pensar com a própria cabeça"

29/05/2016

Tinha amigos que moram mesmo ao lado da minha casa, pessoas que já viveram histórias comigo e agora passam e apenas dão um bom dia sem qualquer tipo de saudade escondido atrás dessas palavras. É tudo verdade quando dizem que ao longo da vida perdemos amizades, não importa o quão boas elas sejam ou o quanto eu me esforço para evitar que isso aconteça, irá acontecer. Falta de tempo, mudanças, discussões, enfim, inúmeras razões que levam essas perdas.
Hoje sei que não é a distância que separa as pessoas, mas sim a frieza, a falta de diálogo, a falta de atenção, a indiferença, o tanto faz. Isso sim forma abismos entre pessoas.

25/05/2016

Eu não só pontual, eu sou mais que isso, chego sempre 10 minutos antes ou até mais. Parece ansiedade, mas é apenas providência. Acabo por pensar que entre mim e o lugar do encontro pode existir uma coisa chamada imprevisto e eu não suporto deixar as pessoas a espera, prefiro eu esperar por elas, ai e como espero. Mas bem, cada louco com a sua mania.

23/05/2016

Estava eu arrumar a casa ao som de uma rádio qualquer, quando começou a tocar "quando te falo em amor" de Andre Sardet e em cada trecho, começou a surgir imagens dele na minha cabeça, coisas que já passamos, coisas que quero que passaremos juntos, senti uma paz, senti que ele era uma mistura de felicidade e encantação. Quando ele me liga todas as manhãs antes de entrar no emprego para me dizer o quanto me ama faz me sentir única, sinto me uma adolescente com o seu primeiro grande amor, não estamos juntos apenas um mês, nem dois, mas ele age como se tudo começasse tudo de novo todos os dias, ele conquista de várias maneiras e eu vejo este amor a crescer de maneira intensa. Comecei a gostar de coisas que jamais pensei que gostaria algum dia, filmes românticos, escrever textos sobre o amor da minha vida, ele. Eu comecei a pensar em casamento e numa vida a dois, coisas que nunca havia passado pela minha cabeça. Para algumas pessoas isso pode parecer até uma tolice, mas somente eu sei o valor que essas mudanças tem sobre mim.

21/05/2016

Eu não grito para o mundo inteiro, eu sussurro para o "meu mundo", não tenho a necessidade de expor, sei o que sinto e demonstro em gestos simples, não preciso de dizer amo-te centenas de vezes, eu demonstro com os detalhes, com o olhar, com o sorriso, com um sorriso sincero. 
Sei que o meu amor é tudo aquilo que não posso expressar com meras palavras...
Não julgues a maneira que demonstro meus sentimentos, é estranho, é diferente, mas é verdadeiro.

20/05/2016

Todos nós sabemos que ao longo da nossa vida os amigos estão constantemente em partida, que mesmo que nós queiramos que eles permaneçam nela, eles talvez não, talvez as circunstâncias não o permitem. Desde que terminei os meus estudos perdi o contacto com alguns, com muita pena minha, mas fomos todos por caminhos diferentes, posso contar com uma só mão os que ainda procuram estar comigo e adoro quando decidem combinar algo, sou a primeira atirar me de cabeça, dar gargalhas com os meus amigos? Vou logo!
Hoje foi o dia! Reencontrei me com ela, a minha parceira desde dos meus quinze anos. Já não estávamos juntas a mais de um ano porque ela esteve fora da ilha, mas digo-vos, nada mudou, pareceu mesmo que esse ano de afastamento fosse apenas mais um dia, apesar de ela ter passado por muito nesse ano, continua a ser aquela rapariga meiga, quieta, já eu, sou bem diferente, só para terem noção disso. estávamos ambas a descer por uma rua quando me deu a pancada de tirar fotos, era eu toda entusiasmada e ela a forçar o sorriso e a sussurrar "ai aqui no meio da rua?" e como adoro por ela ainda mais constrangida tirei mais uma, mais duas, mais mil e tal fotos e ela sempre a sussurrar "está gente a olhar" e eu a divertir me com aquilo, até que decido gritar para os quatro ventos "deixa me tirar fotos que eu não pago imposto" hahahha se tivesse um buraco ali, ela atirava-se sem pensar duas vezes. Mas bem ela acaba sempre por se rir das minhas parvoíces e eu divirto me, afinal só me dão boas energias!

19/05/2016



Já estava na altura de fazer as pazes com o meu cantinho. Tenho sido uma péssima bloggler, eu sei, mas garanto-vos que tentei escrever, só que tudo acabava por se tornar num rascunho, não havia nem um pingo de inspiração, nem mesmo para desejar um simples bom dia, escrevia duas palavras e bloqueava por ali, é triste.
Mas bem, agora vai, voltarei com os meus dramas, lamentações, alegrias e tudo o resto que faz parte da minha vida hehe.
Uma ótima quinta-feira!