"O mais corajoso dos atos ainda é pensar com a própria cabeça"

16/09/2016



Vinte três anos, uau, não sei o que sentir, será que devo pensar que estou a envelhecer ou que estou no começo de tudo? É um pouco estranho talvez, foi apenas mais um ano, não me sinto mais velha, talvez com mais responsabilidades em cima, só isso.
Estava para dizer que foi um ano em que não aconteceu nada de nada, mas agora que penso bem, até que algo mudou, tive as minhas conquistas, que ao meu ver são muito importantes para mim.
Um balanço sobre este este ano? hm, de bom, tirei carta de condução finalmente, de mau, apercebi me que um carro consegue nos tirar o juízo, principalmente quando ele é uma carroça velha, mas bem, não vou falar disso. Uma coisa ótima que aconteceu, depois de 2 anos e tal de namoro, finalmente apresentei o homem a família,  demorei mas fiz quando senti que já o podia fazer, sentia me mal por não contar a minha mãe que tinha uma pessoa durante tanto tempo, mas ela própria ensinou me que não devemos dar o passo maior que a perna. 
De resto, sorri, sofri, aprendi e acima de tudo vivi...continuarei sonhadora por mais anos que pesarão em cima, isso ninguém me pode tirar, cada sonho idealizado, cada gargalhada que dou quando me imagino a fazer coisas que provavelmente nunca irão acontecer.
Hoje são 23, um dia pode ser 83, serei sempre eu com mais histórias, com mais experiências e com muitos, muitos sonhos.

3 comentários: