"O mais corajoso dos atos ainda é pensar com a própria cabeça"

01/04/2016


Finalmente terminou, terminou este Março que já nem parecia um mês mas sim um livro cheio de contos dramáticos e espero que com ele, vá todas as coisas negativas, que vá bem para longe.
Recapitulando, primeiro foi a história dos santos comprimidos que supostamente deviam melhorar a minha circulação sanguinária e a única coisa que faziam era manter me acorda noites inteiras cheia de calores na cabeça, na cabeça apenas, porque as mãos e pés continuavam gelados como tudo. Deixei me daquilo.
Depois foi o fim de um relacionamento, onde já tinha depositado tudo, expectativas, sonhos, promessas e "diabo a quatro" como dizem cá na terra, foi um choque, não vou dizer que não, mas não sou pessoa de massacrar nem a mim nem a outra pessoa por uma coisa que não dá mais, somos bons amigos e sei guardar as coisas boas. Pronto. 
Agora o pior, sem duvida, foi o susto que apanhei com a minha mãe, perder um namorado pode magoar, mas perder uma mãe é conhecer o verdadeiro sentido da palavra doer, não a perdi graças a deus mas ainda não ganhei para o susto. Durante 22 anos vi aquela mulher aguentar com tudo, até que a vi sair de casa numa ambulância, chegou ao seu limite, sei que por ela ia querer dar mais, mas não conseguiu. O que vale é que tenho uma mãe que posso chamar de super mulher, conseguiu ultrapassar aquilo com uma perna as costas.
Bem por fim, para terminar o mês em grande, eu também lá fui para as urgências. Após o que aconteceu com a minha mãe pelos vistos o meu sistema nervoso nunca mais foi o mesmo, tudo o que se mexia a minha volta, preocupava-me, stressada-me, cansava-me, até que numa noite desta semana que passou, por volta das 3 e tal da manhã acordei, não com umas pontadas no peito, já era pior que isso, uma dor esmagadora dentro do meu peito, parecia que tudo que tinha dentro de mim estava sem explodir de tanta dor, deixei de consegui respirar em condições, lá fui as para as urgências e pronto, lá menina fez um Eletrocardiograma, e estava tudo bem com o coração, afinal o que tinha era uma contracção muscular no peito, o que medico recomendou me? Menos stress e mais chá de camomila haha.


É isso, foi um mês para esquecer. Por isso Abrir, vem levezinho e com coisas boas por favor!

3 comentários:

  1. Bolas realmente Março é para esquecer...

    ResponderEliminar
  2. Março já passou e não é tenha sido um mês mau, pelos menos para mim, mas ainda bem que já foi. Mais um mês a começar e nós temos que nos animar. :)
    -Elisabete
    BlogYoutubeBloglovin'Google+TumblrTwitterWe Heart It

    ResponderEliminar
  3. Bem, isto quando mete hospitais é mesmo para esquecer!
    Que venha Abril e será, certamente, um mês bem mais generoso e feliz :)

    Givaway no blogue

    nem mais nem menos | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar