"O mais corajoso dos atos ainda é pensar com a própria cabeça"

13/03/2016

Doloroso, foi doloroso ouvir aquilo da boca do meu pai.
Cá em casa sempre acharam estranho eu nunca ter chegado com um namorado a casa, minha irmã mais velha casou-se com 18 anos e a outra com 16 anos tinha oficializado o seu namorico e eu com 22 anos nunca falei e nunca apresentei ninguém e então sou a lésbica da casa, acho isto tão ridículo que até da vontade rir se não estivesse para aqui a chorar de raiva. Não tenho nada contra as raparigas que sejam lésbicas, nem dou importância as opções sexuais de cada um, choro porque quem o disse  foi o meu pai, o meu pai que deveria me conhecer, que devia respeitar me. Ele e o resto da família nunca souberam que namorei durante muito tempo e que terminou tudo muito recentemente, mas por ter terminado é que as palavras do meu pai magoaram mais ainda, custou me imenso ter que escolher ficar sem a pessoa que gostava e ainda ter sido acusada perante a família toda que sou lésbica.
Oh pai não era isso que precisava de ouvir de si...

6 comentários:

  1. Os pai conseguem ser bastante frios quando menos precisamos. O meu, mesmo quando quero falar com ele sobre algo sério, nunca me dá resposta. Nunca opina sobre nada, depois quando não lhe agrada manda bocas. Acho isso desnecessário se soubesse conversar comigo quando tento fazê-lo com ele.

    ResponderEliminar
  2. e se fosses? qual era o problema? Isso realmente é muito mau... força linda *

    ResponderEliminar
  3. Credo, mas pronto.
    Deixa lá, tomara a muitos pais que os filhos não levassem os namorados para casa ou se casassem tão cedo, porque isso é estragar metade da tua vida, casar, gastar dinheiro.
    Credo.
    Deixa rapariga vive a tua vida feliz, magoa o que dizem mas passa.

    Beijo,
    www.wordsofsophie.com

    ResponderEliminar
  4. Esse é um daqueles momentos em que desejávamos que as pessoas ficassem caladas! Eu sei que dói, mas tenta esquecer isso e fazer coisas das quais gostes... Distrair-te um pouco! Quem sabe não ajuda?
    Força! Vais ver que tudo vai ficar bem!

    ResponderEliminar
  5. É melhor não levares isso muito a peito...

    ResponderEliminar