"O mais corajoso dos atos ainda é pensar com a própria cabeça"

03/12/2015

E aquelas pessoas que são uma coisa contigo e perante outras são literalmente diferentes?
Nunca te aconteceu conheceres uma pessoa que é extremamente simpática, que fala sobre tudo contigo, que ri contigo, mas quando aparece terceiros começa agir de maneira diferente. Eu já conheci e certamente ainda conhecerei muitas mais.
Quando era bem novinha vá, na minha pré-adolescência, andava muito com uma prima minha, ela tinha um senso de humor incrível, e dizer que confiávamos uma na outra era pouco, mas com o tempo comecei a perceber que quando aparecia alguém para se juntar connosco, eu vira motivo de palhaçada, ela fazia questão de contar tudo de mau que me acontecia, era quedas, era batentes que dava em paredes, em vidros, era notas negativas, era comida que me caiam, até o simples facto de sentar me em algo molhado e ficar com as calças molhadas era motivo de galhofa, mas não comigo, ela guardava aquilo para contar aos outros, e para não falar dos erros, eu admito, eu já era desastrada mas os meus erros ortográficos era do pior, e fui tão gozada por ela, e isto tudo só acontecia quando havia alguém por perto, porque quando estávamos sozinhas a história era tão diferente.
Lembrei-me disto hoje, porque já algum tempo que não me acontecia uma coisa assim parecida, mas hoje, quando perguntei a uma pessoa por chamada, se estava a fumar, e que normalmente ela responde me com um sim meio tímido porque sabe que não acho piada nenhuma aquilo, desta vez,  pelo que percebi estava uma colega ao lado, o que fez com que a pessoa que estava em chamada comigo enchesse o peito de orgulho e dissesse "sim, estou a fumar" mas com tanta convicção que parecia que estava a fazer o melhor do mundo. 
E pronto, chamem-me de bruta, mas pessoas assim merecem palmas, palmas na cara. 

8 comentários:

  1. Conheci umas quantas alminhas assim desse género. Não valem mesmo a pena.

    ResponderEliminar
  2. Conheci alminhas assim e pior são aquelas que nos deitam abaixo só para sentir-se bem ou "cool". --'

    ResponderEliminar
  3. Éo que mais há pelo mundo. É pessoas assim. Não te apoquentes, é normal.

    ResponderEliminar
  4. Já somos duas a não achar piada a gente que fuma! É daquelas coisas que eu odeio mesmo! Só isso e esse tipo de pessoas que tem a necessidade de chamar a atenção dos outros só para parecerem fixes!

    R: Nunca tinha pensado nisso. Por momentos até concordei, mas cheguei a uma conclusão segundos depois: por muito boa que a minha amizade e do Dilan seja, ele tem muitas outras amizades com raparigas giras, que provavelmente ele preserva muito mais do que a nossa. Ele é giro, social, simpático... O que não lhe falta é encanto! E por isso o que não lhe faltam são amizades tão boas ao melhores que a nossa!
    Já cheguei a pensar que ele só se dá comigo porque lhe dá jeito copiar por mim nos testes, se bem que agora que descobriu a inteligência suprema da Mérida essa parte do copianço é mais com ela.
    Além do mais ele às vezes trata-me de uma maneira diferente, mas no mau sentido. Eu vou dar um exemplo prático: estávamos todos a almoçar (o meu grupo de amigas e ele) e ele foi buscar água e pôs a água no copo de duas das minhas amigas e quando eu lhe pedi para pôr água no meu copo ele ignorou. Eu sei que esta é uma atitude de pouca relevância, à qual eu nem devia dar importância, mas eu não consigo evitar. É que por vezes eu sinto que ele me trata de uma maneira diferente, como se ao contrário das outras raparigas eu não merecesse o carinho dele, só por não ser tão gira. Claro, tudo muda quando estamos só os dois, ele é querido e simpático, mas porque raio não o é sempre em vez de ter de me fazer sentir estúpida a toda hora!
    A minha auto-estima já desceu para valores negativos!

    ResponderEliminar
  5. Eu tenho uma "amiga" assim. Dou-me relativamente bem com ela até porque moramos perto e temos famílias que se dão bem, mas ela quando está com outras pessoas perto de nós fica impossível.

    ResponderEliminar
  6. De pessoas assim, quero distância.
    Não valem o nosso tempo.

    ResponderEliminar
  7. é pena as pessoas não serem sempre verdadeiras!

    ResponderEliminar