"O mais corajoso dos atos ainda é pensar com a própria cabeça"

17/11/2015



Nem todos os dias são um mar de rosas, e hoje só os espinhos delas sobressaíram, num dia está tudo a correr como planeado, e noutro sai-nos o chão de baixo dos pés. Mais uma vez deixei o meu fracasso vencer, não podem dizer que não pode, que não quis, que não tentei, só não consegui, talvez o meu defeito é a falta de fé em mim, nos outros, no que virá. Por mais que eu me esforce a esperança acaba por dar a mão a um ponto de interrogação, por mais que eu queria chega uma hora que a duvida destrói qualquer certeza que vai tudo acabar bem. O mais frustrante é ler tudo o que já escrevi sobre força de vontade e nem isso conseguir me dar animo, tentar encontrar palavras de conforto e de motivação nas bocas de quem mais amo para deixar de me lamentar e nem isso conseguir.
Escrever sobre quem eu fui esta manhã? então digo em primeira mão Eu confiei em mim e desiludi-me mais uma vez. Só me resta escrever cada palavra de frustração nestas linhas, dormir, e fazer que o amanhã não seja um "hoje"

4 comentários: