"O mais corajoso dos atos ainda é pensar com a própria cabeça"

16/11/2015

Ele pode. Pode ter a mulher que quiser, pode ser quem quiser, mas ele escolheu precisamente a mim, quer ser quem eu desejo. As vezes eu não noto, mas ele está sempre do meu lado, ele não se segura, não disfarça o que sente e não usa armaduras. Não consegue, não sabe e nem quer ser diferente do que é, tem várias facetas, não tem medo e morre de medo, não tem medo de sentir, mas está com medo do que sente por mim não seja suficiente e não sabe se o medo maior é do que vai no coração ou de que dê tudo certo. Medo de dar certo? Ele não é completamente normal, nem anormal, ele só é ele, com todos os seus cantos, esconderijos, degraus, pontes, abismos, talvez nunca sentiu por ninguém o que sente por mim, pois… pelo que diz, ele não vê graça em outras pessoas. Ele sente falta de mim e de tudo que nós não vivemos (ainda). E eu tenho o poder de o deixar feliz ou triste e acreditem, é muito bom fazê-lo feliz, qualquer coisa o faz feliz. Eu sei, as vezes penso que não correspondo as expectativas dele, mas ele não é megalomaníaco no quesito felicidade, pequenos gestos, demonstrações e ações o deixam sorrindo, são coisas simples. Não é nada impossível, difícil ou complicado, Penso em como gosto de ser tratada, e apercebo-me que gosto que ela goste de mim, que gosto do seu carinho, gosto de saber e sentir que ele é apaixonado por mim, então faço o sentir o mesmo, pelo menos dou o meu melhor.






9 comentários:

  1. Que lindo! Sentir isso é ótimo! Adoro a forma como escrever, a sério. E fiquei mesmo contente que tenhas gostado da forma como me expresso. E a força nunca acaba. Não há tempo para isso!

    ResponderEliminar
  2. Mesmo assim em casa tenho uns 30 ahaha. aproveito-me do Natal e do aniversário tbm :P

    ResponderEliminar
  3. Tão bom ter alguém assim!
    r: muito obrigada, doce :)

    ResponderEliminar