"O mais corajoso dos atos ainda é pensar com a própria cabeça"

13/11/2015

 "...ainda não cai em mim , que sou mãe"  foi a única coisa que foquei na mensagem que ela me mandou, não sei se ela entre linhas quis dizer "que fiz da minha vida?" ou "estou muito entusiasmada com a minha nova vida". Eu penso e espero que seja a segunda opção, apesar de ambas ter-mos a mesma idade, ela já me tinha preparado bem para o dia em que ela tivesse uma filha, por isso quando ela me disse que estava grávida eu não me surpreendi, era algo que ela queria, era algo que estava destinada a ser, porque apesar de ser nova, ela é o tipo de mulher que pode ser mãe, não estou a dizer que as outras pessoas não o possam ser, mas normalmente uma rapariga 21 anos tem tanto que aprender ainda, tem tanto por onde se perder, e aquela certa loucura ainda está a flor da pele, mas ela era tão diferente, desde os 15 anos quando a conheci, para mim ela era já uma mulher feita, cometia erros como todo mundo, mas sabia parar, sabia corrigir, sabia agir, ela tinha aquela maturidade que é raro de se ver numa miúda de 15.
Agora com 22 ela tem demonstrado mais uma vez que consegue ser diferente de todas nós, enquanto que nós, sim queremos ter um filho, mas não agora, porque estamos no início da nossa carreira, não agora porque ainda temos imensas viagens por fazer, não agora porque não estamos preparadas para cuidar de outra criança sabendo que ainda estamos a começar aprender a cuidar de nos próprios, ela consegue fazer isso tudo sem qualquer medo, com uma filha ao colo, obviamente não estou a dizer que é fácil para ela, aquelas noites acordadas por causa das cólicas continuam a existir, mas não a vejo ir a baixo, e eu espero que ela me continue a surpreender como me tem surpreendido.
Desejo-lhe o melhor do mundo.


10 comentários:

  1. É raro pessoas assim! Muitas felicidades :D

    ResponderEliminar
  2. É de facto algo de coragem. Fui mãe aos 32. Se pudesse tinha sido mais cedo, mas nunca antes dos 25. Talvez porque só saí da faculdade com 23 menos 1 dia, achei que ainda tinha muitas coisas a fazer. Mas há pessoas assim, que enfrentam tudo sem medo, com serenidade. Muitas felicidades para ela e para a filhota.

    ResponderEliminar
  3. Virou moda :P
    Mas a sério, que ela seja muito feliz com a nova familia:)

    ResponderEliminar
  4. Madeirense? Sortuda:o Adorava visitar a Madeira:)

    ResponderEliminar
  5. Entre a Madeira e os Açores gosto mais das paisagens da Madeira :) Talvez um dia apareça por aí ahaha

    ResponderEliminar
  6. Que maximo amei a postagem, bom final de semana.
    Novo Vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=06avCiMDYGA
    Blog:http://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  7. Nos dias de hoje é raro encontrar uma pessoa assim, quanto mais ser amiga de uma. Os jovens, e eu incluo-me nestr grupo, querem aproveitar a juventude e a responsabilidade so vem depois. A meu ver desde que as pessoas tenham responsabilidade e vontade não vejo o porque de não serem mães. Segundo li no teu texto fiquei com a ideia de que a tua amiga tem ambas as coisas.

    ResponderEliminar